Piauí mantém vacina contra poliomielite nas unidades de saúde

No Piauí, foram aplicadas 194.220 doses, o que corresponde a 88,2%.

Image title

A Campanha Nacional contra a Poliomielite deste ano vacinou, em todo o país, 12 milhões de crianças entre seis meses e cinco anos incompletos, o que corresponde a 94,4% do público-alvo. No Piauí, foram aplicadas 194.220 doses, o que corresponde a 88,2%. A meta era vacinar 95% do público. Doze estados ainda não conseguiram atingir a meta. 

O Ministério da Saúde recomenda aos estados que não atingiram a meta continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos 36 mil postos espalhados pelo país, como explica a coordenadora estadual de Imunização, Jurema Chaves: "É importante lembrar que a vacina contra poliomielite faz parte do calendário de vacinação da criança e, por isso, continua disponível nos postos”.

Para ter o esquema vacinal completo, é preciso que as crianças sejam imunizadas com quatro doses, administradas aos dois e quatro e seis meses de idade e mais dois reforços aos 15 meses e aos quatro anos. Depois disso, a criança deve comparecer aos postos de saúde para tomar a dose de campanha anualmente, até completar cinco anos de idade.

Poliomielite

É uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

O Brasil é referência mundial em vacinação e o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população brasileira acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Atualmente, são disponibilizadas pela rede pública de saúde, de todo o país, 17 vacinas que integram o Calendário Nacional e combatem mais de 20 doenças, em diversas faixas etárias.

Fonte: Ccom