Piauí recebe R$ 403,9 mil para ampliar assistência de saúde mental

O recurso é para promover a melhoria e ampliação dos serviços

A Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do Piauí ganhou um reforço na ordem de R$ 403,9 mil para promover a melhoria e ampliação dos serviços ofertados, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), na área de saúde mental do município de São Raimundo Nonato. A portaria nº 757  está disponível no Diário Oficial da União (D.O.U). A verba será destinada ao custeio dos serviços que serão oferecidos pela Casa de Saúde Maternidade São José, que a partir de agora está habilitada como Serviço Hospitalar de Referência para atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades de saúde decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas.

“O objetivo é reforçar o atendimento médico multiprofissional, especializado e com enfoque em uma atenção humanizada e mais perto da família às pessoas que precisarem dos serviços de saúde mental oferecidos pela rede pública”, explicou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Além dos hospitais gerais, o Ministério da Saúde investe nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e Serviços de Residências Terapêuticas (SRTs), reforçando o cuidado com esta população. Ainda, é oferecido um auxílio-reabilitação psicossocial, repassado aos pacientes que tenham permanecido em longas internações psiquiátricas.

Para qualificar a atenção à saúde da população em situação de rua, normalmente formada por pessoas em vulnerabilidade social e familiar e/ou com problemas decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, a pasta criou os Consultórios na Rua, com a missão de articular e prestar atenção integral e exclusiva à saúde das pessoas nessas situações. Atualmente, existem 146 equipes multiprofissionais de atenção básica atuando em todo o Brasil, garantindo assistência para esses pacientes que necessitam de uma atenção diferenciada.

No Piauí, existem 10 leitos de saúde mental em hospitais gerais, um consultório na rua, 60 Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e 11 Serviços de Residências Terapêuticas (SRTs) em funcionamento.

Fonte: Portal MN