Piauí reduz casos de dengue em 49%

Levantamento foi feito em 128 municípios do estado

O estado do Piauí já registrou 2.449 casos suspeitos de dengue, no período de janeiro até 05 de maio deste ano, o que representa uma redução de 49,4% em relação ao mesmo período do ano passado. A notificação foi realizada por 128 municípios piauienses e os dados são da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria de Estado da Saúde.

Apesar da redução dos casos, o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, ressalta que a “população deve redobrar os cuidados e evitar qualquer recipiente que acumule água. Mesmo os vasilhames menores também podem ser um criadouro do mosquito da dengue, lembrando que o Aedes Aegypti pode levar a outras doenças, como chikungunya e zika”.

Nove municípios estão com registros de alta incidência, sendo eles: Alegrete do Piauí, Caldeirão Grande, Cocal, Lagoa do São Francisco, Marcolândia, Miguel Leão, Nossa Senhora dos Remédios, Picos e Simões.

Em relação às notificações para os casos suspeitos de zika vírus e chikungunya, os dados indicam uma crescente de: 84 e 178 casos, respectivamente. Portanto, a Secretaria de Estado da Saúde reforça as orientações sobre as medidas como: verificar se a caixa d’água está bem fechada, não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada, não acumular água em vasilhames, colocar areia nos pratos dos vasos de planta, entre outras iniciativas que auxiliam no controle da doença.

Microcefalia


A atualização do boletim epidemiológico mostra que no Piauí foram notificados 160 casos suspeitos de microcefalia associados a processo infeccioso. Destes, vinte e três estão em investigação, 75 já foram confirmados e 62 descartados.

Fonte: Portal Meio Norte