Grávida morre com suspeita de gripe A

a vítima é uma paciente do Maranhão, que foi encaminhada à Maternidade pelo Hospital Alarico Pacheco, de Timon-MA, no dia 15 de março

O Comitê Estadual de Enfrentamento da Pandemia de Influenza A (H1N1) informou a morte de uma paciente internada na Maternidade Evangelina Rosa por complicações decorrentes da gravidez e que apresentou sintomas compatíves com Influenza A (H1N1). È a primeira suspeita de morte pela pandemia em 2010.

De acordo com o comitê, a vítima é uma paciente do Maranhão, que foi encaminhada à Maternidade pelo Hospital Alarico Pacheco, de Timon-MA, no dia 15 de março. O bebê, que estava morto, foi retirado e foram realizados os procedimentos indicados no caso.

Ainda em nota oficial, o comitê informou que o material para exame foi coletado e enviado ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Também foi providenciada necropsia para determinação da causa da morte.

Como a paciente apresentava complicações respiratórias, foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva e recebeu o tratamento para SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

De 01 de janeiro até 18 de março foram confirmados dois casos de Influenza no Piauí. E estão sendo aguardados resultados de exames de 15 casos suspeitos.

Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte