Piauí será uma área livre da febre aftosa até mês de Maio

O Piauí está prestes a se tornar livre da aftosa para poder comercializar com o exterior

O Piauí poderá ser certificado em maio deste ano como estado livre da aftosa com reconhecimento internacional. O rebanho piauiense já foi reconhecido como livre da doença, com reconhecimento nacional, no ano passado.

Para continuar sem a doença, está sendo realizada a campanha de vacinação de 2014, que teve início no dia 02 de janeiro e vai até o dia 31 do mesmo mês.

Com o reconhecimento em nível internacional, o criador piauiense poderá fazer a exportação de seu rebanho para outros países, com a certificação de uma carne segura para o consumo.

?Isso será uma conquista muito importante e irá valorizar ainda mais a nossa carne, o nosso rebanho?, disse o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi), José Antônio Filho.

A meta desta campanha é imunizar 100% do rebanho bovino piauiense, superando o último índice vacinal da II etapa de 2013 (julho), que foi de 97,59%. Com isso, cerca de 1,7 milh?ao de cabeças de gado devem ser imunizadas.

?Nós já estamos livres da doença, mas precisamos manter o nosso animal imunizado, para que a aftosa não entre mais no Piauí. Estando livre da doença, o nosso animal é mais valorizado em nível nacional e até internacional?, pontuou José Antônio.

O prazo para o criador comprar a vacina vai até o dia 31 deste mês, e até o dia 15 de fevereiro o proprietário deve certificar a vacina em seu rebanho em um dos 200 escritórios da Adapi espalhados por todo o território piauiense.

A próxima etapa de vacinação contra febre aftosa está prevista para julho de 2014. Segundo o diretor-geral da Agência, 200 mil criadores já fizeram a certificação.

?Esse número não representa o total de cabeças de gado vacinadas, esse é apenas o número de pessoas que já fizeram a certificação dessa vacina?, pontuou.

Fonte: Pollyana Carvalho