Piauí tem meta para vacinar 90% do gado contra Aftosa

Os pecuaristas do Piauí terão até o dia 31 de julho para vacinar seus animais

Os pecuaristas do Piauí terão até o dia 31 de julho para vacinar seus animais contra a febre aftosa. A 20ª etapa de vacinação contra a doença foi lançada na manhã de ontem (05), na fazenda São José, na Estrada da Alegria, zona rural de Teresina.

O Piauí tem alcançado índices de vacinação contra febre aftosa superiores a 90% de cobertura nas últimas 10 campanhas. Por conta disso, ele receberá o certificado de área livre da doença. Na segunda etapa da campanha 2012, a cobertura foi superior a 97%.

Para o secretário estadual de Agricultura, Rubem Martins, esse resultado é esperado. ?Esse resultado é fruto do esforço do Governo do Estado. Ainda quando o governador Wilson Martins era secretário do Desenvolvimento Rural, e também dos criadores, que tomaram consciência da importância de vacinar seu rebanho para assegurar melhores condições de comercialização?, disse Rubem Martins.

O diretor-geral Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (ADAPI), José Antônio Filho disse que o levantamento aponta a ausência de circulação do vírus da febre aftosa no estado. ?Essa é uma luta que já dura dez anos.

Passa pela determinação do governador Wilson Martins e pelo trabalho dos servidores da Adapi, concursados e que hoje contam com Plano de Cargos?, comentou, ressaltando que a Agência recebeu aporte de R$10 milhões. Desse total, R$5 milhões já estão sendo utilizados para a aquisição de novo sistema de informatização.

O pecuarista Adriano Neto, proprietário da Fazenda São José, onde são produzidos 600 litros de leite por dia, afirmou que além da vacinação, é importante que sejam efetivados os procedimentos para certificação da vacina, que deve ser feito até o dia 15 de agosto.

?A vacinação é boa para o estado, mas é muito melhor para os produtores, que passam a ter condições de concorrer no mercado de igual para igual?, argumentou.

O Piauí possui um rebanho de, aproximadamente, 1,7 milhão de cabeças de gado. Os cerca de 63 mil criadores de gado do estado são atendidos pela Adapi, que tem escritórios em 200 municípios.

Em função da estiagem, a segunda etapa de vacinação contra a aftosa de 2012, prevista para novembro, foi adiada para o início de 2013. Por conta disso, a primeira etapa de vacinação de 2013 foi transferida para julho.

Segundo o diretor-geral da Adapi, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) ainda não se manifestou sobre a possibilidade de realização de uma segunda etapa da campanha ainda este ano.

Fonte: Efrem Ribeiro