Piauí tem saldo positivo de empregos em fevereiro, segundo dados do Caged

No mês anterior, foram registrados no Piauí , 9.786 admissões contra 9.680 demissões.

O número de trabalhadores admitidos em fevereiro deste ano, no Piauí, superou o de demitidos. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em fevereiro de 2015, foram gerados 106 empregos celetistas, equivalentes ao aumento de 0,04% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior.

O levantamento coloca o Estado na contramão do Brasil - no país, o saldo de empregos ficou negativo em 2.415 vagas, pior resultado para o mês de fevereiro desde 1999, quando foi registrado resultado negativo de 78.030 empregos. No mês anterior, foram registrados no Piauí , 9.786 admissões contra 9.680 demissões.

O resultado positivo no Piauí foi proveniente do desempenho principalmente nos setor dos Serviços (+1.253 postos), cujo saldo superou a queda do emprego do Comércio (-467 postos) e da Construção Civil (-431 postos). Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos dois primeiros meses do corrente ano, houve decréscimo de 1.494 postos (-0,50%).

De acordo com o secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, o saldo favorável no setor de Serviços, deve-se, principalmente, à atividade de teleatendimento, que em fevereiro, gerou 1.105 postos. “As empresas de call center vêm ganhando cada vez mais espaço no Piauí e abrindo as portas do mercado de trabalho para muitas pessoas. É a hora certa para o quadro de geração de empregos manter um ótimo saldo”, alerta.

No acumulado dos últimos 12 meses, o saldo do Piauí também foi positivo. Os dados mostram crescimento de 2,48% no nível de emprego, o que equivale a um saldo de 7.243 novos postos de trabalho, enquanto no Brasil foi de - 47.228 empregos.

Fonte: Portal do Governo do Piauí