Piauí terá R$ 1,2 mi para investir na pesquisa em saúde

Piauí terá R$ 1,2 mi para investir na pesquisa em saúde

A notícia garantiu o sucesso da finalização do primeiro Simpósio de Ciência e Tecnologia em Saúde

O I Simpósio de Ciência e Tecnologia em Saúde no Piauí não poderia ter encerrado da melhor forma: após a finalização dos trabalhos de escolha das linhas de pesquisa para a saúde pública, foram assegurados R$ 1,2 milhão para financiamento dos trabalhos em 2012, sendo R$ 900 mil provenientes do Ministério da Saúde e R$ 300 mil do Estado, dos quais R$ 100 mil da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e R$ 200 mil da Secretaria Municipal de Saúde de Piripiri.

A notícia garantiu o sucesso da finalização do primeiro Simpósio de Ciência e Tecnologia em Saúde, uma realização do Governo do Estado, através da Sesapi e da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapepi). Pesquisadores, profissionais e estudantes da área de saúde, gestores e técnicos do Ministério da Saúde estiveram presentes durante os três dias de evento, que iniciou na última quarta-feira (16) e terminou ao meio dia desta sexta (18).

O Simpósio teve uma programação que contou com a realização de um seminário, na quinta-feira (17), no qual foram apresentadas as conclusões das 14 pesquisas financiadas pelo último edital do Programa de Pesquisa do Sistema Único de Saúde (PPSUS), e de uma oficina nesta sexta, onde foram traçadas as linhas de pesquisa para o edital do PPSUS-PI neste ano. As linhas de pesquisa prioritárias foram definidas por parte da Sesapi, que avalia os índices de saúde mais preocupantes - como as endemias, por exemplo - e apresenta temas, a fim de que, através do estudo científico, esses problemas de saúde pública possam ser sanados.

"Foi muito proveitoso o nosso primeiro simpósio, ainda mais, com uma excelente notícia como essa, em que os recursos foram sextuplicados, já que o último edital só contou com cerca de R$ 200 mil para o financiamento das pesquisas. Agora, temos mais de R$ 1 milhão e muitos trabalhos poderão ser realizados", ressaltou Telma Evangelista, diretora da Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde da Sesapi, representante do Estado durante o Simpósio.

Agora, o novo edital do PPSUS Piauí será finalizado em seus detalhes e lançado, para que os pesquisadores (são cerca de 200 doutores que elaboram pesquisas na área de saúde, somente no Piauí) possam apresentar suas propostas dentro das linhas definidas na manhã desta sexta.

"Valeram a pena os três meses de preparação que este Simpósio pudesse ser realizado. Agora, com a garantia dos recursos e as linhas de pesquisa definidas, vamos aguardar novas propostas para a melhoria da nossa saúde pública, após a conclusão destes estudos", disse Bárbara Olímpia, presidente da Fapepi.

Fonte: CCOM