Pirelli prevê estratégias variadas de prova no GP de Mônaco

Hembery acredita que a grande dúvida das equipes é sobre o nível de degradação

A Pirelli estreia neste final de semana em Mônaco uma versão super macia do pneu que construiu para esta temporada. Os temores antes dos treinos livres realizados ontem davam conta que essa borracha praticamente derreteria em pouquíssimas voltas, mas não foi bem assim que a borracha se comportou no asfalto de Mônaco. Com isso, o diretor de automobilismo da marca italiana prevê agora estratégias diferentes entre as equipes.

"Acho que as equipes vão provavelmente fazer duas paradas, porque eles vão ter de usar os pneus macios de qualquer forma", explicou Paul. "Se fosse eliminado em um Q2, eu iria para uma tentativa de ultrapassar os pilotos em uma primeira janela longa com os pneus macios e só no final colocaria o composto super macio, quando se tem uma carga leve de combustível".

Hembery acredita que a grande dúvida das equipes é sobre o nível de degradação dos compostos macio e super macio e que agora as equipes tem algum tempo para elaborar a melhor estratégia.

"Fizemos os pneus macios atingir um bom nível de degradação, era isso o que queríamos", admitiu. "Nós não queremos que ele dure muito e aqui também ficamos satisfeitos que o pneu macio está trabalhando bem. Espera-se que a vida do pneu seja de 30 voltas".

Fonte: Revista Quatro Rodas