Plano busca melhorar atendimento à saúde no sistema prisional do PI

A reunião aconteceu com técnicos do Ministério da Saúde nesta terça

Aconteceu nesta terça-feira (4) reunião com técnicos do Ministério da Saúde para tratar sobre a implantação, no Piauí, da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP), que visa garantir o acesso da população carcerária ao Sistema Único de Saúde.

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) participou da reunião, uma vez que tem fomentado a realização de parcerias para promover melhorias no atendimento à saúde no sistema penitenciário do Piauí, incluindo a busca por alternativas no tocante à atenção aos internos com transtornos mentais.

De acordo com a coordenadora de Saúde Prisional da Secretaria de Justiça, Agatha Knitter, a reunião é importante para reforçar o trabalho conjunto entre a Sejus e a Secretaria de Saúde do Piauí, no sentido de garantir saúde de qualidade aos detentos nas penitenciárias, buscando melhorias para o sistema como um todo.

“O evento é uma oportunidade de buscar recursos disponíveis dos ministérios da Saúde e da Justiça, através do Departamento Penitenciário Nacional, para beneficiar o sistema prisional do Piauí. Estamos, a propósito, discutindo a implantação das equipes da atenção básica dos municípios no sistema prisional”, explica Agatha.

O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, observa que viabilizar o atendimento à saúde dos detentos nas penitenciárias do Estado, além de colaborar com a humanização em si do sistema, favorece à manutenção da segurança nos presídios, cumprindo, inclusive, o determinado pela lei.

 “Nosso papel é humanizar o sistema prisional, através da saúde, do trabalho e da educação. A partir de ações conjuntas, como com a Secretaria de Saúde e o Governo Federal, entendo que podemos traçar as estratégias eficazes para avançarmos nas políticas de saúde prisional”, pontua o gestor.

Fonte: Portal MN