PM prende traficante suspeito de ajudar no resgate de preso em delegacia

Com ferimentos no rosto, ele foi levado ao Hospital.

A Polícia Militar prendeu na noite desta quarta-feira (11) o criminoso Paulo Roberto Gomes dos Santos, o Paulinho da Mandela, que, segundo a PM, é comparsa do traficante Diego de Souza Feitosa, o DG.


PM prende traficante suspeito de ajudar no resgate de preso em delegacia

Paulinho da Mandela é apontado pela polícia como um dos homens que participaram da operação de resgate de DG na delegacia na 25ª DP (Rocha). A ação foi comandada por criminosos do complexo de favelas de Manguinhos, localizada na zona norte do Rio.

O capitão do GAT (Grupamento de Ações Táticas) Diego Garcia integrou a equipe que prendeu ontem Paulinho da Mandela. Segundo ele, o criminoso estava em uma moto sem placa, dirigindo na contramão da avenida Leopoldo Bulhões, na altura de Benfica. Ao perceber a presença dos policiais, o suspeito tentou fugir para o interior da favela do Mandela, mas acabou caindo da moto, e foi preso.

Com ferimentos no rosto, ele foi levado ao Hospital Geral de Bonsucesso, onde permanece internado na manhã desta quinta-feira (12) sob forte esquema policial. ?Quando chegamos à delegacia, verificamos que contra ele havia vários mandados de prisão?, disse o capitão.

Ao todo, Paulinho da Mandela tem três mandados de prisão por roubo. Após sair do hospital, deve ser levado à 25ª DP.

O traficante Diego Souza Feitosa foi resgatado do interior da delegacia do Rocha por um grupo de traficantes do complexo de favelas de Manguinhos horas após ser preso por policiais militares na tarde do último dia 3. Ao todo, 15 pessoas em dois carros participaram da ação.

Os policiais civis não reagiram, alegando que a distrital estava lotada e uma troca de tiros poderia provocar ferimentos em inocentes.

A ação causou indignação no comando da segurança pública no Estado. A chefe da Polícia Civil, delegada Martha Rocha, determinou prioridade na captura do fugitivo.

Desde o dia do resgate, operações conjuntas das duas polícia são realizadas no Complexo de Manguinhos. Policiais do Bope, o Batalhão de Choque, além de homens de diversas delegacias e batalhões participam de incursões na região. Dez suspeitos já foram presos.

Os advogados de DG, Laerte Gomes dos Santos e Marcos Ferreira de Carvalho, foram presos no último dia 5 por formação de quadrilha e facilitação de fuga.

O delegado da 25ª DP, Antenor Junior, pediu à Justiça a prisão. Segundo ele, os advogados facilitaram a fuga ao passar informações privilegiadas à quadrilha, incluindo a cela onde DG estava. Os dois já tinham passagem pela polícia por associação ao tráfico.

Fonte: UOL