Polícia Federal identifica dez corpos de brasileiros do voo 447

As identidades dos primeiros 11 passageiros identificados serão mantidas em sigilo

A Polícia Federal e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco informaram neste domingo que 11 dos 49 corpos das vítimas do acidente com o vôo AF447 da Air France que estão em Recife já foram identificados. Segundo a nota encaminhada à imprensa, são 10 brasileiros - cinco mulheres e cinco homens - e um estrangeiro - do sexo masculino.

A nota afirma que os familiares dos brasileiros identificados foram comunicados individualmente nesta sexta-feira e no sábado, por meio de visitas de agentes da Polícia Federal. O comunicado à família da vítima estrangeira foi realizada diretamente pela embaixada do seu país - mantido em sigilo pela PF.

De acordo com a Polícia Federal, as identidades dos primeiros 11 passageiros identificados serão mantidas em sigilo,. "Em respeito ao compromisso estabelecido pela Força-Tarefa, as famílias foram as primeiras a serem comunicadas e externaram o desejo de que os nomes não fossem divulgados", afirma a nota.

Realizado conforme normas internacionais, o trabalho de identificação leva em consideração informações como pertences das vítimas, tatuagens, características físicas, impressões digitais, alinhamento dos dentes, exames de DNA, entre outros. As 11 primeiras identificações foram confirmadas pela análise das impressões digitais e da arcada dentáriam, segundo a PF.

Terminada a etapa de identificação, os corpos são liberados para os familiares para o processo de translado, de responsabilidade da empresa aérea. O processo de reconhecimento dos outros corpos resgatados até o momento continua, sem previsão de término. De acordo com a Polícia Federal e a secretaria de Defesa Social de Recife, o número de extrangeiros identificados é menor devido à a carência de informações necessárias ao trabalho dos peritos.

O acidente

O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro com 228 pessoas a bordo no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o vôo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).

Fonte: Terra, www.terra.com.br