Polícia investiga como menino foi sugado em piscina de hotel; veja

Polícia investiga como menino foi sugado em piscina de hotel; veja

Criança ficou afogada durante sete minutos ao ter o braço sugado por um ralo

A Polícia Civil de Goiás instaurou inquérito para apurar o caso sobre o menino Cauã Davi, de 7 anos, que ficou por sete minutos afogado ao ter o braço sugado pelo ralo da piscina de um hotel em Caldas Novas (GO). A vítima está internada em estado grave, no Hospital Santa Helenal, em Brasília. A investigação é conduzida pela delegacia da cidade, sob o comando do delegado Alexandre Câmara. Serão apuradas as circunstâncias do acidente.

A polícia goiana investiga de havia seguranças e salva vidas no momento do afogamento no Hotel Residencial Privé das Thermas 1. O objetivo é saber se houve negligência por conta do hotel ou dos responsáveis pela criança. Caso o clube tenha câmeras de segurança, as imagens serão solicitadas pela polícia.

Segundo o delegado, pessoas já foram ouvidas durante esta quinta-feira (2). Bombeiros que participaram do resgate também devem prestar depoimento, além de hóspedes que estavam no hotel.

O acidente aconteceu na tarde desta quarta-feira (1º). Segundo o irmão da vítima, Alexsander de Jesus, a criança brincava na piscina quando teve o braço sugado pelo ralo. A vítima, que respira por meio de aparelhos, foi encaminhada para hospital de helicóptero acompanhada de paramédicos.

O irmão da criança e mais cinco pessoas que estavam no hotel ajudaram a puxar o garoto do fundo da piscina. De acordo com ele, o braço da vítima ficou bastante machucado.

Fonte: r7