Polícia investiga motociclista com 100 mil pontos na CNH

Delegado acredita que homem tenha recebido apoio de funcionário público.

A Polícia Civil investiga um esquema de transferências de pontos de multas na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) envolvendo um motociclista de Peruíbe, no litoral paulista, com registro de aproximadamente 100 mil pontos. De acordo com o delegado José Sampaio Lopes, da Delegacia de Crimes de Trânsito, a suspeita é que o homem tenha se beneficiado de alguma forma para assumir os pontos de outros motoristas. Ele ainda não foi ouvido pela polícia.

O caso foi revelado pelo jornal "O Estado de S.Paulo" nesta segunda-feira (27). Segundo o delegado, a polícia investigava um homem de Pindamonhangaba com 85 mil pontos acumulados. Em um dos veículos investigados, foram verificadas transferências das multas para a carteira do motociclista.

De acordo com José Sampaio Lopes, há a suspeita de que o homem faça parte de um esquema e conte com o apoio de pelo menos um funcionário público. ?No arquivo dele, é como se ele nunca tivesse sido pontuado. Mas há 1,5 mil páginas de arquivos excluídos, o que dá aproximadamente 100 mil pontos. Ou seja, uma forma de ludibriar a delegacia?, diz.

A polícia não sabe exatamente quanto o homem recebia para assumir as multas. ?Alguma vantagem ele recebia, pois se não tivesse recebido, ele devia ter registrado esses pontos em alguma delegacia, pois alguém estaria usando a carteira dele?, afirma o delegado.

O caso vai ser investigado pela Corregedoria da Polícia Civil.

Fonte: G1