Polícia investiga se hospital escondeu erro médico em morte de atriz em lipoaspiração

Polícia investiga se hospital escondeu erro médico em morte de atriz em lipoaspiração

O Hospital Green Hill informou que colocou os recursos necessários para o atendimento da paciente.

Após a morte de Pâmela Baris Nascimento, de 27 anos, ocorrida no último dia 19, durante uma cirurgia de lipoaspiração, a polícia irá investigar se o hospital em que a modelo estava tentou esconder um erro médico. O delegado já pediu à justiça a exumação do corpo da modelo.

De acordo com o laudo médico, a causa da morte seria uma hemorragia provocada por uma perfuração no fígado. Os médicos tentaram ressuscitar Pâmela por duas horas e uma outra cirurgia foi feita para estancar a hemorragia no abdome.

O delegado quer saber, agora, se a modelo estava viva no momento dessa operação ou se foi uma tentativa de esconder um erro médico. Por enquanto, o caso é investigado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O delegado deve ouvir, nos próximos dias, o médico responsável pelo procedimento.

O Hospital Green Hill informou que colocou os recursos necessários para o atendimento da paciente. A direção abriu uma sindicância para apurar o caso. O corpo de Pâmela foi enterrado em Santa Catarina, onde ela nasceu.

Fonte: R7, www.r7.com