Polícia pedirá a prisão de motorista e passageiro que brigaram em ônibus que caiu em viaduto

Polícia pedirá a prisão de motorista e passageiro que brigaram em ônibus que caiu em viaduto

Eles também serão indiciados sob acusação de homicídio doloso dos sete passageiros

A Polícia Civil do Rio vai pedir a prisão preventiva do motorista e de um passageiro que brigaram dentro do ônibus que caiu anteontem de um viaduto na avenida Brasil, na zona norte da cidade.

Eles também serão indiciados sob acusação de homicídio doloso dos sete passageiros que morreram na queda.

Segundo testemunhas, uma briga entre Rodrigo dos Santos Freire, 25, aluno de engenharia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), e o condutor André Luís Oliveira, 33, levou à perda de controle do veículo.

Para a polícia, ao brigar em um veículo em movimento, os dois teriam assumido o risco de provocar o acidente -por isso, o indiciamento sob suspeita de homicídio doloso (com intenção de matar).

Segundo o delegado José Pedro da Silva Costa, o responsável pelas investigações, três testemunhas reconheceram o estudante como o homem que agrediu o motorista com um chute após uma discussão. Elas contaram que a briga começou quando o condutor se recusou a parar para o estudante descer.

Uma delas relatou ao delegado que o estudante teria se distraído e passado do ponto onde deveria descer. Diante da negativa de Oliveira de parar fora do ponto, a discussão teria começado.

As outras duas testemunhas fizeram relatos um pouco diferentes. De acordo com elas, o motorista não parou, apesar de o estudante ter acionado a campainha.

Segundo o delegado, o universitário foi responsável pelo acidente por ter chutado o motorista. Já o condutor, diz ele, "também agiu de forma agressiva verbalmente, estimulando a briga".

Os dois suspeitos estão internados. O motorista quebrou o fêmur e sofreu traumatismo craniano; o estudante teve várias fraturas no rosto e ontem passou por uma cirurgia na mandíbula.

Segundo Costa, Freire disse que não se recorda do acidente

nem de ter brigado com o motorista. O delegado disse ainda que o aluno da UFRJ já tinha se envolvido em um caso de lesão corporal no ano passado devido a uma briga com vizinhos.

Mãe de Amanda Santana Silva, 19, ferida no acidente, Conceição Rodrigues Santana, 40, disse que a filha lhe contou que, após o motorista não ter parado, Freire pulou a catraca e agrediu Oliveira. Ela relatou também que, no momento da queda, "foi uma gritaria horrível".


Polícia pedirá a prisão de motorista e passageiro que brigaram em ônibus que caiu em viaduto no RIo

Polícia pedirá a prisão de motorista e passageiro que brigaram em ônibus que caiu em viaduto no RIo

Fonte: Folha