Polícia vê "grandes indícios" de overdose na morte de ator de Sangue Bom; laudo sai em até 20 dias

Polícia vê "grandes indícios" de overdose na morte de ator de Sangue Bom; laudo sai em até 20 dias

Irmã de Antonio Firmino nega que ator tivesse envolvimento com drogas.

A Polícia Civil afirma que há fortes indícios de que a morte do ator Antonio Firmino tenha sido provocada por overdose. Em entrevista, nesta quinta-feira (14), a delegada Daniela Terra, da 32ª DP (Taquara), contou que os laudos cadavérico e toxicológico devem sair em até 20 dias.

?Há grandes indícios de ter sido overdose. Na casa, encontramos cocaína, cachimbo pra crack, mas só com o laudo a gente vai poder ter certeza. Ele estava caído no banheiro, tinha um pouco de pó no nariz e estava sangrando?, afirmou a delegada.

O corpo de Firmino foi encontrado dentro de casa, na Gardênia Azul, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, na terça-feira (12).

De acordo com a delegada, a namorada Débora Melo e um amigo do ator já foram ouvidos. No depoimento, Débora Melo, que está grávida de seis meses, afirmou que Firmino já teve outros surtos por causa do uso de drogas. Na próxima semana, a irmã do ator, Núbia Alice Fimino deve comparecer ao Rio para prestar esclarecimentos.

Irmã nega envolvimento de ator com drogas

Na quarta-feira (13), a família de Antonio Firmino havia afirmado que o ator teve morte súbita. No velório do ator, realizado na cidade de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, a família permitiu que o site visse parte do atestado de óbito. De acordo com documento, a causa da morte não foi especificada e constava a informação ?a espera de exames?.

Questionada sobre se ele teria algum envolvimento com drogas, Núbia Alice Firmino, irmã do ator, afirmou que Antonio superou problemas com o álcool no passado e que, quando morava em Belo Horizonte, nunca teve envolvimento com drogas.

Fonte: G1