174 veículos são roubados ao mês em Teresina, diz Polinter

De acordo com a Polinter, cerca de 80% desses veículos roubados são motocicletas

A polícia tem intensificado seus trabalhos para coibir o roubo e furto de veículos em Teresina, nos últimos meses. Na capital, uma média de 174 veículos, entre carros e motocicletas, são roubados ou furtados, por mês, o que corresponde a quase cinco veículos por dia. As motocicletas são os alvos preferidos dos assaltantes, correspondendo a cerca de 80% dos furtos e roubos a veículos praticados na capital.

O delegado titular da Polinter, Guilherme Fortes, explica que a motocicleta se torna mais visada pelos assaltantes pelo fato de ser mais facilmente escondida após o roubo e vendida posteriormente.

?A moto é um veículo menor, é mais fácil de transportar, de guardar e vender, por ser mais barata e as pessoas que compram são menos exigentes do que quem compra carros?, afirmou.

Ele acrescentou ainda é que as pessoas que compram esses veículos precisam ter cuidados para não incorrerem no crime de receptação de veículo roubado.

De janeiro a maio deste ano foram roubados em Teresina 494 veículos e furtados 204, entre carros e motocicletas.

Desse total, foram recuperados 437 veículos, sendo 311 motos e 126 carros, o que corresponde ao percentual de 62% de recuperação dos veículos.

?Claro que o ideal seria 100% de recuperação ou até mesmo que eles nem fossem roubados ou furtados, mas para a nossa atual realidade, eu diria que esse número de 62% é ótimo. Mas continuamos trabalhando para melhorar ainda mais esse quadro?, afirmou o delegado.

No caso das carros, o índice de recuperação é de 90%. Já de motocicletas esse índice chega a apenas 50%, justamente pelo fato de os carros serem mais difíceis de esconder.

Guilherme afirmou ainda que muitos desses roubos e furtos estão ligados ao tráfico de drogas. Por causa disso, muitos dos veículos recuperados são encontrados em bocas de fumo da capital.

?Hoje a maioria dos crimes está relacionada ao tráfico de drogas e com o roubo e furto de veículos não é diferente?, disse. Além de bocas de fumo, esses veículos são encontrados ainda nas casas dos próprios assaltantes, ou até mesmo abandonadas.

A maioria dos veículos, principalmente motocicletas, são vendidos inteiros, mas há ainda os casos em que os veículos sofrem o desmanche. ?Para fugir desse tipo de crime as pessoas precisam ficar mais atentas.

Observarem sempre se estão sendo seguidas, terem o cuidado de estacionar em locais iluminados e movimentados, além de colocar equipamentos de segurança em seus veículos?, aconselhou o delegado.

Fonte: Pollyana Carvalho