18 homicídios são registrados em SLZ

Pelos registros do IML, nos 25 dias deste mês já ocorreram 41 assassinatos na Ilha

Nos últimos seis dias, da madrugada de sexta-feira, 20, às 18h de ontem, o Instituto Médico Legal (IML) contabilizou 18 homicídios na região Metropolitana de São Luís. Os últimos dois corpos encaminhados ao instituto foram de Leonilton Nunes Campos, procedente do Coroadinho, e Joaci Pereira da Silva, morto ontem pela manhã no Complexo Penitenciário de Pedrinhas com 20 chuçadas. Pelos registros do IML, nos 25 dias deste mês já ocorreram 41 assassinatos na Ilha. Esse número supera o mês de fevereiro do ano passado, quando foram anotados 33 crimes.

O corpo de Leonilton Nunes Campos, de 31 anos, o Nilsinho Doidelo, chegou ao IML nas primeiras horas da manhã de ontem. Ele morava na Rua da Felicidade, 1, no Coroadinho, e foi assassinado com um profundo golpe de faca na garganta, na Rua Jairzinho, na área conhecida como Morro do Zé Bombom. O corpo foi abandonado numa área de matagal. A autoria do crime não foi definida, mas, de acordo com policiais militares lotados no posto do 1º Batalhão de Polícia Militar, no Coroadinho, a vítima já tinha passagens pela polícia por pequenos furtos.

Já no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no fim da manhã de ontem, a vítima foi Joaci Pereira da Silva, 35 anos, o Caxias. O detento, que estava alojado na Penitenciária de Pedrinhas, nas dependências conhecidas como Pavilhão do Pique, foi assassinado com mais de 20 chuçadas, além de golpes de porrete, quando se encontrava no campo de futebol da unidade prisional.

De acordo com a Secretaria de Segurança Cidadã (Sesec), os autores do homicídio, que ainda não foram identificados, ocupavam a cela 40 do Pavilhão do Fundão. Ainda segundo informações da Sesec, testemunhas disseram que Caxias foi morto porque os presos desconfiavam de que ele seria um X-9 (informante) e poderia estar delatando tramas arquitetadas por seus colegas.

Os Números

De acordo com os números do IML, os assassinados nesse período de seis dias foram: 18

Na última sexta-feira, André Luís Ribeiro dos Santos, 22 anos, arma de fogo; José Diego de Sousa Ferreira, 18 anos, arma de fogo; Cleonaldo Santos de Paula, 30 anos, arma branca; Natanael Barros Costa, arma branca.

Na madrugada de sábado, foi registrado o assassinato de Fernando Pereira Martins, 51 anos, arma de fogo.

No domingo, os óbitos foram de Edivan da Silva dos Santos, 19 anos, arma branca; Marco Antônio Soares Moraes, 25 anos, arma branca; Raimundo Nonato Silva Matos, 32 anos, arma de fogo.

Na segunda-feira, foram mortos Helton John da Silva Oliveira, 22 anos, arma branca; José Roberto Rocha Pereira, 23 anos, arma de fogo; João Divino Costa Gusmão, 25 anos, arma de fogo; Jadielson Viana Diniz, 19 anos, arma branca; Cléberson da Silva Moraes, 23 anos, arma de fogo.

Terça-feira, Ailson Verde, 18 anos, arma branca; Jorgivaldo Miranda Gomes, 25 anos, arma de fogo; e Cândido da Conceição de Jesus Pinheiro, 33 anos, arma branca.

Ontem, as vítimas foram Leonilton Nunes Campos, 31 anos, arma branca; e Joaci Pereira da Silva, 35 anos, chuçadas.

Fonte: Imirante