18 são baleados em menos de 7 horas na Grande SP; 10 morrem

18 são baleados em menos de 7 horas na Grande SP; 10 morrem

Entre os casos há registros de confronto entre policiais e assaltantes

Em menos de sete horas, dez pessoas morreram e oito foram baleadas entre a noite de ontem (21) e a madrugada desta quinta-feira, na Grande São Paulo. Entre os mortos quatro são suspeitos que trocaram tiros com a polícia.

Três pessoas morreram e três ficaram feridas em uma chacina na rua Albino Corrêa de Campos, na Vila Michelina, zona sul de São Paulo, por volta das 23h.

Na zona leste, uma briga em uma padaria terminou com um homem morto e outro ferido na rua Manuel Veloso da Costa, no Jardim Vila Carrão, por volta das 20h30.

No centro de São Paulo, uma comerciante oriental foi baleada na esquina da rua Barão de Iguape com a rua da Glória, na região da Liberdade, por volta das 2h30 desta quinta-feira. Ela foi levada a um hospital da região.

Em Franco da Rocha, uma motorista de ônibus foi morta a tiros na avenida São Paulo, no Parque Paulista, por volta das 21h30. O cobrador ficou ferido.

No mesmo horário, um homem foi encontrado baleado na rua Ourinho, na Vila Virgínia, em Itaquaquecetuba. Ele foi levado a um hospital da região.

Mais cedo, um homem foi morto a tiros na rua da Glória, no bairro Piraporinha, em Diadema, Grande São Paulo, por volta das 20h.

CONFRONTOS

Quatro suspeitos morreram em confronto com policiais militares na capital e na Grande São Paulo, na noite de ontem. Um homem também ficou ferido.

Por volta das 20h30, um PM chegava de carro em casa com a mulher e o filho, no Jardim Roseli, zona leste, quando foi abordado por dois homens armados que anunciaram o assalto.

Segundo a PM, o militar reagiu e baleou um dos suspeitos, que morreu no pronto-socorro do Hospital São Mateus. O outro suspeito fugiu.

Meia hora antes, outro policial reagiu a uma tentativa de roubo e matou um suspeito, no Jardim Guapituba, em Mauá, Grande São Paulo.

O policial parou o carro em um farol na avenida Capitão João quando foi abordado por um homem armado.

Segundo a polícia civil, o militar disse que reagiu a uma tentativa de roubo e atirou no suspeito, que morreu.

Outros três suspeitos foram baleados em troca de tiros com policiais militares na avenida Engenheiro Armado de Arruda Pereira, no Jabaquara, zona sul, por volta das 19h.

Fonte: Folha