18 são presos por desvio de dinheiro da educação

Quadrilha obteve dinheiro ilegalmente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Paraná

Suspeitas de desviar R$ 6,6 milhões do ensino à distância no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Paraná (IFPR), 18 pessoas foram presas pela Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira no Estado. Entre os detidos estão três funcionários públicos do instituto. Além deles, dois servidores do IFPR serão afastados de suas funções. A ação da PF ocorreu em Curitiba, Cascavel, São Carlos (SP) e Sorocaba (SP).

De acordo com a PF, a quadrilha desviava dinheiro principalmente do Ministério da Educação desde 2009. Eles firmavam termos de parceria entre o IFPR e duas Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips) para projetos superfaturados de cursos à distância e não prestavam os serviços contratados.

Ainda nesse período, a quadrilha conseguiu que alguns de seus integrantes fossem aprovados em concursos públicos para o IFPR de forma fraudulenta. Para mascarar os crimes, o grupo falsificava contratos e prestações de contas, além de pagar propina a funcionários da autarquia federal e integrantes das Oscips.

Eles responderão pelos crimes de formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, estelionato e crimes da lei de licitações.

Fonte: Terra