21 presos fogem durante visita íntima; 16 são recapturados

21 presos fogem durante visita íntima; 16 são recapturados

Confusão aconteceu na madrugada deste sábado (26). Secretário informou que dois agentes e cinco presos ficaram feridos.

A unidade Frei Damião de Bozzano, do Complexo Prisional Professor Aníbal Bruno, no bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife, passou por um tumulto na manhã deste sábado (26). Segundo informações da Polícia Militar, houve confusão com a fuga de presidiários. Ainda de acordo com a PM, 21 presos conseguiram fugir, mas 16 já foram recapturados. O secretário de Ressocialização, coronel Romero Ribeiro, informou que cinco presos ficaram feridos e dois agentes penitenciários foram baleados durante o tumulto.

?Todos foram para o [Hospital] Otávio de Freitas. Os presos aproveitaram a visita conjugal para fugir, e os agentes penitenciários, por determinação de segurança, não reagiram para evitar que não acontecesse nada com os familiares [dos detentos], preservar vidas e evitar qualquer tipo de confronto?, contou o secretário. Ainda de acordo com o secretário, os presos teriam aproveitado que havia muita gente dentro da unidade para fazer um agente refém, pegando a arma dele. Os detentos também fizeram alguns parentes reféns e assim conseguiram sair pela porta da frente.

Coronel Ribeiro disse ainda que está mantendo contato com a Secretaria de Saúde para assegurar a proteção dos presos feridos, que estão sob custódia no Hospital Otávio de Freitas. ?É para conter qualquer tipo de problema com a vida deles, com proteção de agentes penitenciários e policiais militares", comentou.

A PM informou que o tumulto foi controlado ainda na manhã deste sábado. Ribeiro também afirmou que a segurança na área foi reforçada e que uma revista interna está sendo feita pela Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe), pelo Batalhão de Choque, guardas e agentes penitenciários. ?A Seres vai reforçar toda a segurança interna com mais agentes e PMs nas guaritas, na parte externa?, completou.

O Presídio Frei Damião de Bozzano concentra 1.400 presos, mais que três vezes acima da capacidade do local. Esta unidade, de acordo com o secretário, é a que reúne os presos que têm mais processos, ou seja, os mais perigosos.

Fonte: G1