36,6% das vítimas de homicídios no Brasil são jovens

O mapa foi construído a partir de dados compilados pelo Instituto Sangari

Estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Justiça aponta que 36,6% das vítimas de homicídios em 2008 eram jovens. Dos 50.113 homicídios registrados em 2008, 18.321 atingiram a população de 15 a 24 anos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os jovens representavam 18,3% do total da população brasileira naquele ano (ou 34,6 milhões de pessoas).

De acordo com o estudo, a taxa de homicídios registrada na população jovem do País passou de 30 a cada 100 mil jovens, em 1980, para 52,9 a cada 100 mil em 2008. Dentro da faixa jovem, o maior índice está entre a população de 20 a 24 anos, com taxas em torno de 63 homicídios por 100 mil jovens. Dos 19 aos 23 anos, as taxas também são elevadas, com mais de 60 homicídios a cada 100 mil jovens.

Na população não jovem, o levantamento indica que a taxa de homicídios permaneceu praticamente constante no período considerado. Passou de 21,2 em 100 mil habitantes para 20,5 em 100 mil. "Isso evidencia, de forma clara, que os avanços da violência homicida no Brasil das últimas décadas tiveram como motor exclusivo e excludente a morte de jovens", diz o relatório.

O mapa foi construído a partir de dados compilados pelo Instituto Sangari, em parceria com o Ministério da Justiça, e utilizou informações do Ministério da Saúde sobre as causas de mortes no País.

Fonte: Terra, www.terra.com.br