Acidente de trânsito bate recorde no HUT no mês de julho

Em julho, o HUT realizou 1.323 atendimentos de acidentes.

São mais de um milhão de veículos circulando pelo Estado, sendo que a maior parte são motocicletas, chegando a quase 49%, e a cada dia aumenta mais a aquisição de veículos e  com esse aumento também cresce o número de acidentes. O Hospital de Urgência de Teresina (HUT), recebe, em média, 90 pessoas acidentadas, seja por carro ou moto.

O aposentado Francisco Vieira está internado no HUT após sofrer um acidente de moto na cidade de Barras. "Vinha na estrada corroçal e atrás vinha um veículo que, ao tentar me ultrapassar, estourou o pneu e se jogou para cima de mim. Com o impacto, minha esposa, que vinha na garupa, quebrou a clavícula e eu tive um forte corte no pé e na mão”, contou.

Hospital de Urgência de Teresina (HUT)
Hospital de Urgência de Teresina (HUT)

Os dois estavam de capacete e por sorte não sofreram maiores ferimentos. “Se não estivéssem0s, tínhamos morrido. Eu fiquei com um trauma e não vou mais andar de moto”, afirmou o aposentado.

O HUT realizou , durante o mês de julho, 1.323 atendimentos de acidentes de trânsitos, o maior registro de 2016. “Temos dos mais graves aos menos graves. O que mais chama atenção é que, dentre os acidentes de hoje, de todas as causas, a motocicleta está envolvida em 84% de todos esses acidentes que chegam ao HUT”, disse o diretor do HUT, Gilberto Albuquerque.

O diretor alerta para as principais causas. “Nós temos como principais causas: ausência de habilitação, ausência de capacete e excesso de velocidade. Além disso, temos a questão do álcool que está presente em 92% dos traumatismos cranianos registrados aqui”, destacou.





Fonte: Portal Meio Norte