Acusado conta como estuprou e matou menor de 14 anos no DF

O local, conhecido como "Zoca", reúne jovens do local

Robson Gonçalves, de 25 anos, preso, suspeito de estuprar e matar a adolescente Emilly Cristiny, de 14 anos, no Distrito Federal, confessou ser o autor do crim e afirmou, em depoimento à polícia, que conheceu a menina em uma pista de skate. 


Image title

O homem relatou à polícia que os dois se afastaram do grupo e durante a conversa, a menina perguntou-lhe se ele era comprometido. Ao responder que não, ele perguntou se poderia beijá-la. Após o beijo, o homem disse que os dois tiveram relação sexual.

Após perceber que o parceiro não usava preservativo, a adolescente reclamou e os dois iniciaram uma discussão. Durante a briga, o homem deu uma "mata-leão" na menina, que desmaiou e ficou desacordada por alguns minutos.Robson aproveitou a inconsciência da garota, pegou um pedaço de barbante, amarrou as mãos dela para trás e cometeu um abuso sexual.

Ao acordar desesperada, a adolescente começou a gritar e, para abafar os pedidos de socorro, o homem a enforcou e matou com uma gargantilha que ela usava.

O corpo da adolescente foi encontrado depois de semanas de procura da família. A mãe chegou a dizer que recebeu ameaças poucos dias antes do desaparecimento da menina.







Fonte: Com informações do R7