Acusado de estuprar e matar idosa é preso pela Polícia Civil

"Ele arrancou o mamilo esquerdo dela com o dente", disse.

Michael Jefferson de Souza,de 33 anos, acusado de estuprar e matar uma idosa de 80 anos no dia 4 de maio, no Barro Vermelho em São Gonçalo, foi preso na manhã desta sexta-feira, no Frade, em Angra dos Reis. A mulher do criminoso, uma diarista de 42 anos, também foi presa acusada de participar do crime.

Os policiais da Divisão de Homicídios (DH) chegaram até eles depois que testemunhas informaram à polícia de que o casal que era ajudado pela idosa havia desaparecido do local logo após o crime. De acordo com o titular da especializada, Fábio Barucke, a idosa havia contratado, há um ano, a mulher para que prestasse o serviço de diarista na casa dela. Ambos dormiam esporadicamente no local.

“No dia do crime, segundo a acusada, ele chegou ao quarto dela com uma quantia de R$ 1 mil, jogou sobre ela, dizendo que não precisariam mais trabalhar e sairiam de lá”, disse.

Segundo a versão da acusada, neste momento, ele já havia matado a vítima. Ainda de acordo com o delegado, o acusado admitiu ter cometido o crime e disse que a idosa era uma pessoa muito boa para ele e que “o demônio e a bebida invadiram a cabeça dele”. Barucke contou também que a vítima foi assassinada com requintes de crueldade: “Ele arrancou o mamilo esquerdo dela com um dente e deu várias mordidas pelo corpo”, afirmou. O casal foi indiciado por estupro e homicídio triplamente qualificado — por motivo fútil, sem resistência e emprego de confiança.

Durante o velório da vítima, um parente que pediu para não ser identificado disse que a idosa era viúva e vivia sozinha.

Mulher do acusado também foi presa (Crédito: Reprodução)
Mulher do acusado também foi presa (Crédito: Reprodução)
Acusado preso (Crédito: Reprodução)
Acusado preso (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do Jornal Extra