Acusado de estuprar jovem dentro de igreja disse à polícia que é impotente

Para se vingar das vítimas, ele as agredia bastante

Depois de ser preso por ter estuprado uma jovem de 24 anos dentro de uma igreja na Asa Sul, área central de Brasília, José Hamilton de Souza, de 43 anos, revelou a polícia que é impotente.


Acusado de estuprar jovem dentro de igreja disse à polícia que é impotente

De acordo com a delegada da Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), Ana Cristina, o acusado disse que agredia as vítimas pelo fato de ele não conseguir manter relação sexual com elas.

? Ele não apresentou remorso e se defende dizendo que o estupro não foi consumado. Para violentar as vítimas ele as esganava até que elas ficassem desacordadas. Depois tentava estuprá-las. Como ele não conseguia, se vingava delas as machucando bastante.

Depois que a polícia conseguiu prendê-lo, na tarde desta sexta-feira (5), descobriu-se que ele já era foragido da Justiça na Bahia, por ter cometido estupro. Além disso, ele também é acusado pelo crime de estupro em Planaltina, onde violentou uma mulher de 35 anos, e no Cruzeiro, regiões administrativas do DF.

? O médico responsável pelo atendimento da vítima dessa semana afirmou já ter atendido outra mulher vítima de um caso semelhante.

José Hamilton é nascido em Brasília. Segundo informou a delegada responsável pelo caso, ele sobrevivia nas ruas graças a pequenos crimes e contava também com a ajuda de instituições religiosas. Sua família não quis mais saber dele desde o momento em que ele começou a ficar agressivo.

O acusado foi encontrado 48 horas depois de ele ter cometido o crime. Ele foi visto andando na rua do Jardim Abc, Cidade Ocidental, região do Entorno do DF. Dois policiais conseguiram capturá-lo. Pelo caso da Asa Sul, ele será indiciado por tentativa de homicídio, estupro e roubo e, se confirmada a autoria dos crimes, poderá ser condenado a 30 anos de prisão devido à gravidade e premeditação dos crimes.

Fonte: r7