Acusado de matar e simular suicídio é condenado

O crime ocorreu em novembro de 2003, na praia do Lami, na capital

Ari Carlos Ramires Bittencourt, 33 anos, foi condenado ontem pela 1? Vara do Tribunal do J?ri de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a 13 anos de reclus?o em regime inicialmente fechado. Ele foi denunciado pelo Minist?rio P?blico por homic?dio duplamente qualificado, acusado de afogar M?rcia Simone Moraes do Amaral, levar o corpo at? a beira da praia e arrumar a cena de modo que parecesse suic?dio.

O crime ocorreu em novembro de 2003, na praia do Lami, na capital. De acordo com a den?ncia, o acusado tinha o objetivo de obter vantagem financeira com a morte da v?tima. Por isso, o crime teria, al?m do agravante de meio cruel, a qualifica??o de motivo torpe.

Durante o julgamento, por?m, o corpo de jurados afastou a qualifica??o de motivo torpe. Dessa forma, segundo informa?es do Tribunal de Justi?a do Rio Grande do Sul, a pena foi fixada em 13 anos de reclus?o em regime inicialmente fechado. Bittencourt poder? recorrer da senten?a em liberdade.

Fonte: Terra, www.terra.com.br