Acusado de matar filho de policial é preso novamente na capital

Lucas Matheus Nascimento Silva foi morto a pedradas no Centro.

Policiais da Força Tática do 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM), realizaram a prisão de um jovem identificado como Celio André dos Santos Oliveira, apontado como um dos acusados de matar Lucas Matheus Nascimento Silva, de 20 anos, assassinado a pedradas no Centro de Teresina, no dia 15 de novembro de 2015.  A vítima era filho da Cabo Yara, da Polícia Militar. 

O Comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, Coronel Elza, informou que Celio já havia sido preso no dia posterior ao crime, 16 de novembro, juntamente com mais dois homens de nomes Clemilton Aires daSilva, de 23 anos, e Rafael do Nascimento Oliveira, de 28 anos , que também são acusados de participar do crime.

"Recebemos informações e os nossos policiais conseguiram recapturar ele que fugiu da Casa de custódia no dia 28 de maio deste ano", afirmou o comandante. A polícia acredita que Lucas Matheus foi vítima de latrocínio ( roubo seguido de morte). 

O crime

 Lucas Matheus Nascimento Silva, de 20 anos, foi morto por espancamento e golpes de pedra às 03h20 da madrugada de um domingo, 15 de novembro, no cruzamento das ruas São Pedro e João Cabral, no Centro da capital Ele morava próximo a  Igreja São Lucas, no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina. O carro foi periciado e devolvido para a família. Lucas era filho da Cabo Yara, da Polícia Militar e deixou a namorada grávida, com que planejava se casar.

A  vítima estava com um amigo onde tinham participado de uma festa e estavam voltando para casa, mas Lucas sugeriu ao amigo que fosse para uma outra festa em uma danceteria no Centro de Teresina, quando no cruzamento das ruas São Pedro e João Cabral, três homens interceptaram o veículo em que os dois estavam, armados de revólveres e facas e um deles determinou que os dois saíssem do carro.

Celio André dos Santos Oliveira
Celio André dos Santos Oliveira
Lucas Matheus Nascimento Silva
Lucas Matheus Nascimento Silva



Fonte: Portal Meio Norte