Acusado de matar irmãos incendiados poderá pegar até 60 anos de prisão

A polícia também não tem dúvidas de que Rômulo Nascimento planejava fugir após o crime.


Acusado de matar irmãos incendiados pode pegar até 60 anos de prisão

A PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) afirma não ter dúvidas de que Rômulo Nascimento, 21 anos, acusado de matar incendidados dois irmãos em Ceilândia, no Distrito Federal, entrou na casa da família com o intuito de roubar. O inquérito foi concluído nesta segunda-feira (19) e Rômulo Nascimento responderá por duplo latrocínio, roubo seguido de morte. Ele pode pegar até 60 anos de prisão e já está à disposição da justiça.

Segundo as investigações, Rômulo Nascimento foi até à casa onde estavam apenas João Guilherme, de 9 anos, e Driele Santos, de 13 anos, e pedi upara entrar alegando que havia esquecido a carteira.

Para despitar o garoto, Rômulo Nascimento deu dinheiro á criança e pediu que fosse a uma banca de revista. Como João Gilherme voltou rápido, a criança viu a irmã amarrada - que, segundo a polícia, sofreu agressões físicas, principalmente no rosto - em um dos quartos e reagiu. Foi quando Rômulo Nascimento também amarrou João Guilherme.

? Ele chegou mais cedo, viu a movimentação dos menores, que estavam só os dois e que o Marcos [irmão mais velho] saiu para trabalhar e teria dado um tempo para ficar a sós com os meninos, disse o delegado da 15ª DP (Delegacia de Polícia), Johnson Kennedy Monteiro.

De acordo com a polícia, Rômulo Nascimento sabia os objetos que iria roubar já que uma semana antes do crime havia dormido na residência da família. Depois de amarrar as crianças, o acusado ateou fogo nos quartos e no sofá que usou como obstáculo na porta de um dos quartos.

A polícia também não tem dúvidas de que Rômulo Nascimento planejava fugir após o crime. Depois de incendiar a casa, o jovem foi para casa, onde vivia com a namorada, tomou banho, quando foi preso pela polícia.

? Ele fugiu [do local] e foi para casa dele, levando os objetos e disse para a namorada que o ônibus que ele estava havia pegado fogo. Ele tinha a ideia de fugir, disse o delegado.

Quando cometeu o crime, Rômulo Nascimento disse que havia entrado na casa para pegar objetvos por causa de uma dívida que o irmão mais velho das crianças, Marcos Paulo, tinha com ele. Segundo as investigações, a dívida era no valor de R$ 140 e Marcos Paulo já teria pago R$ 100. Faltavam apenas R$ 40.

Rômulo Nascimento era conhecido na região onde vivia por ser uma jovem muito calado. Em depoimento para a polícia, ele disse que vendia artesanato e gostava de praticar skate em regiões do Distrito Federal.

Fonte: r7