Acusado de matar mulher a marteladas está em surto psicótico e irá para manicômio judiciário

Acusado de matar mulher a marteladas está em surto psicótico e irá para manicômio judiciário

O delegado aguarda a recuperação de Mario Henrique para pegar seu depoimento sobre a versão dele para o caso

O analista de sistemas Mário Henrique Rodrigues Lopes, de 28 anos - acusado de matar a marteladas a mulher, a bancária Talita Juliane Peixoto Paiva, de 24 - será transferido para o manicômio judiciário do Complexo de Bangu, na Zona Oeste. De acordo com o delegado Allan Duarte, da Divisão de Homicídios (DH), a transferência poderá ser feita a qualquer momento.

Mario Henrique está custodiado desde terça-feira da semana passada, dia do crime, na enfermaria psiquiátrica do Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Nesta terça, ele foi novamente avaliado e a médica Luiza Forte Stuchi atestou que ele ainda ?encontra-se em surto psicótico?. Segundo o laudo, o jovem corre risco de suicídio e, por isso, o encaminhamento deverá ser feito em ambulância, com acompanhamento médico.

O delegado aguarda a recuperação de Mario Henrique para pegar seu depoimento sobre a versão dele para o caso. Allan Duarte investiga a divergência entre o que foi dito por familiares da vítima, que garantiram que o acusado era uma pessoa tranquila, e amigos do casal, que contaram que o rapaz tinha temperamento ciumento.

Fonte: Extra