Acusado de torturar enteado de 3 anos é denunciado na Justiça

Segundo a polícia, o jovem chorou e assumiu que estava arrependido. Em depoimento, ele confirmou que encostou a criança no fogão para castigá-la

A Justiça recebeu a denúncia contra um homem acusado de torturar o enteado de três anos, de acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O crime ocorreu no dia 21 de outubro, no Bairro Conjunto Esperança, em Fortaleza.

Após discussão, o agricultor Adelino Lima Dantas, de 21 anos, tentou esfaquear a companheira, que é mãe da criança, segundo o Ministério Público do Ceará (MP/CE). Em seguida, ele pegou o garoto e o colocou em uma grelha do fogareiro. O menino ficou gravemente ferido.

Em depoimento, o jovem chorou e assumiu que estava alcoolizado. O padrasto disse que a criança havia queimado a roupa dele e, por isso, a encostou no fogo, como forma de castigo.

A Justiça

Segundo o promotor de Justiça Pedro Olímpio Monteiro Filho, ?o delito de tortura caracteriza-se pela inflição de tormentos e suplícios que exasperam, na dimensão física, moral ou psíquica, o sofrimento da vítima por atos de desnecessária, abusiva e inaceitável crueldade, como claramente evidenciado em desfavor da indefesa criança?.

A denúncia do MP/CE foi recebida pelo juiz Roberto Ferreira Facundo. Na última segunda-feira (26), o magistrado determinou a citação do réu, fixando o prazo de dez dias para que ele responda à acusação por escrito.

Fonte: jangadeiroonline.com.br