Acusados de estupro coletivo em Oeiras negam participação

O crime chocou todos da cidade.

Os acusados de participação no estupro coletivo ocorrido em Oeiras negam todo o caso. O pintor Jaudivan de Sousa Silva, de 33 anos e o estudante Fabiano da Costa Batista, de 19 anos não confirmam qualquer envolvimento no crime. Já Domingos Passos Ferreira Santos, de 31 anos, acusado de estupro em outro caso ocorrido desta vez no povoado Briona, foi liberado nesta segunda-feira.

O adolescente de 15 anos que também é acusado de participação no estupro coletivo foi interrogado pelo Ministério Público e deverá ser encaminhado para o Centro de Recuperação de Menores, em Teresina.

O delegado da cidade, Antônio Nilton, falou sobre o caso: “Todos negam que houve o estupro. No entanto, algumas testemunhas viram os três entrando na casa da vítima. Existem provas para comprovação. A moça estava em coma alcoólico e teve a sua vontade tolhida. Todos os fatos apontam o contrário do que eles falam”, afirmou o delegado.

Ainda nesta segunda-feira, a mãe do adolescente acusado foi ouvida pelo delegado e revelou que o filho garantiu não ter praticado os abusos contra a jovem.

"Ele apenas ajudou a levar ela para casa e não fez nada. Meu filho disse que ela estava muito bêbada e desacordada. Chegando lá, apenas um homem entrou na casa e só ele ficou porque é amante dela. Ele também disse que saiu de lá e foi para outra festa", explicou a dona de casa que preferiu não ser identificada.


Fonte: Com informações do Mural da Vila