Acusados compraram moto após matar empresário no PI

No momento da prisão também foram encontradas com os acusados mais de 15 pedras de crack e uma balança de precisão

Com a prisão dos acusados de assassinar o empresário Epaminôndas Feitosa Coutinho, mais conhecido por Nondas Feitosa, a polícia apreendeu um revólver calibre 38 e uma pistola 9mm, esta última de uso exclusivo das forças policiais. Além destas duas armas, que foram usadas no dia do crime, outro revólver calibre 38 também foi apreendido, ele teria sido comprado com o dinheiro pago pela morte do empresário.

De acordo com a Polícia, a moto usado no crime foi uma moto Honda Bros, cor branca, placa LWE-6599, de Picos. O proprietário do veículo também está preso, mas por tráfico de drogas. Ele havia alugado a moto para os executores por R$ 300,00 no dia do crime.

De acordo com o delegado Tales Gomes, da Polícia Civil, com o dinheiro recebido pela morte de Epaminondas os acusados compraram uma moto Honda CG Titan 150, placa NIG- 2354, de Floriano, Piauí. Com o veículo e o revólver recém adquiridos a dupla planejava mais um homicídio.

No momento da prisão também foram encontradas com os acusados mais de 15 pedras de crack e uma balança de precisão. Uma quantia de mais de R$ 700 em espécie foi apreendida. O acusado Rinaldo José do Nascimento, o Teté, de 21 anos não resistiu a prisão, ao contrário do outro acusado, José Manoel do Santos Matos, o Santinho, de 33 anos, que tentou fugir, mas acabou capturado pela polícia.

















Fonte: Riachão Net