Adolescente de 14 anos mata a própria a mãe e tenta estuprá-la

Adolescente de 14 anos mata a própria a mãe e tenta estuprá-la

Mulher havia tirado jogo do filho por conta das notas baixas do jovem na escola

Um menino de 14 anos admitiu à polícia ter matado a própria mãe, e depois tentou estuprá-la, porque ela teria tomado um de seus jogos de videogame devido a suas notas baixas na escola. O caso aconteceu em Clarion, no estado de Iowa, Estados Unidos.

Segundo informações do jornal britânico Daily Mail, Noah Crooks ligou para a polícia após ter atirado em sua mãe, Gretchen Crooks, de 37 anos, no último dia 24 de março. Ele estava com 13 anos quando o crime aconteceu. Noah foi acusado de assassinato em primeiro grau com intenção de cometer abuso sexual.

A gravação registrada pelo telefone da polícia capta a voz do garoto confessando o crime:

? Não estou brincando. Ela está morta. Estou assustando. Eu matei minha mãe com a minha [arma] calibre 22. Eu não sei por que fiz isso.

Durante a conversa, que durou cerca de dez minutos, o menino repetiu diversas vezes que havia matado a mãe e tentado violentá-la:

? Me sinto um louco e eu sei que não sou. Acho que eu tenho algum tipo de ADD (Attention Deficit Disorder, ou Déficit de Atenção em tradução livre). Eu tentei estuprá-la. Eu tentei estuprá-la mas não consegui.

O atendente da polícia mandou então uma ambulância à casa de Noah. O garoto então revelou que sua mãe havia tomado o jogo de videogame "Call Of Duty" dele por conta de suas notas baixas na escola.

O corpo de Gretchen foi encontrado com diversas balas debaixo de um sofá, com o pijama desarrumado e sem roupas da cintura para baixo.

Fonte: r7