Morte de menor é fruto da briga de gangues, diz major

Morte de menor é fruto da briga de gangues, diz major

A menor assassinou em 2012 a própria irmã, que estava grávida

Com uma extensa ficha criminal, a adolescente conhecida por Romana, 15, foi executada nesta segunda-feira, 07, por volta das 22h, na Vila Irmã Dulce, em Teresina. O seu histórico agressivo e criminoso traz como marca um assassinato cometido em 2012, quando a vítima matou à facada a própria irmã grávida.

Acompanhada de outras pessoas, a adolescente foi atraída para o local onde foi assassinada. ?Eu estava deitada e só ouvi a correria e os tiros?, conta uma testemunha. Sob o calçamento onde Romana morreu, as marcas de sangue deram indícios da crueldade horas depois. No muro de uma das residências ficou a marca de uma das balas.

Os moradores ouviram os tiros, no entanto, ninguém viu o rosto do assassino e dos que participaram do execução. ?Eu só ouvi os tiros, mas não vi nada. Aqui tinha muita gente até 1h. Eu fiquei com muito medo, a gente não esperava por isso aqui!?, disse uma moradora.

A mãe da vítima reside no Morro do Chacal, na rua Cartográfica, área de difícil acesso até mesmo para a polícia.

O major Feitosa, comandante do policiamento ostensivo na região sul de Teresina, afirma que a morte é fruto de uma disputa de gangues. ?Existe uma disputa localizada de gangues. Na semana passada houve um troca de tiros e foi ferido um elemento dessas gangues. Provavelmente essa morte tenha a ver com a execução dessa jovem. Nós vamos direcionar nosso efetivo policial para a região da Irmã Dulce. A droga é sempre a motivação. É mais uma jovem que perde a vida para as drogas.?

Fonte: Denison Duarte