Adolescente de 17 anos é pago para matar policial militar no Ceará

O adolescente já havia sido apreendido outras vezes

A morte do sargento da Reserva Remunerada da PM Francisco Moésio Pinheiro Barbosa, 55, foi encomendada. O adolescente de 17 anos que efetuou o disparo contra o policial afirmou à Polícia que fora contratado, junto com um comparsa, ao valor de R$ 6 mil. O sargento foi assassinado com um tiro dentro de um mercadinho no bairro Carrapicho, município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) no último dia 15.

O adolescente recebeu a determinação judicial de internação, em audiência ocorrida na 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza. Sendo assim, o jovem deverá permanecer recolhido em algum Centro Socioeducativo no prazo de seis meses a três anos.

Image title

O adolescente já havia sido apreendido outras vezes. E fugiu em duas ocasiões, da mesma unidade socioeducativa. A estratégia utilizada nas duas fugas foi a mesma. Ele escapou em 28 de fevereiro de 2015 e em 1º de abril de 2016 do Centro Educacional Patativa do Assaré. Nas duas ocasiões, utilizou uma corda artesanal feita com lençóis, conhecida como 'Tereza'. E pulou, junto com outros jovens, por um mesmo espaço do muro, em ambas as fugas.

O menor contou à Polícia que, na tarde do último dia 15, estava acompanhado de Carlos Anderson Rodrigues, 22. O adulto pilotava uma motocicleta e o adolescente ia na garupa. Os dois haviam sido contratados por R$ 6 mil para assassinar o sargento da Reserva Remunerada. Conhecido naquela região, o militar acabou baleado dentro do mercadinho que costumava frequentar, próximo à residência em que morava.

Carlos Anderson foi preso ainda naquele dia. O adolescente foi apreendido na última segunda-feira (25) em Quiterianópolis, a aproximadamente 410Km de Fortaleza.

   

Fonte: Com informações do Diário do Nordeste