Jovem é acusado de queimar a namorada

Principal suspeito não foi preso; policial aguarda conclusão de perícia e laudo necroscópico

O titular da Delegacia de Homicídios de Guarulhos, Wagner Terribilli, afirmou nesta terça-feira (22) que não tem dúvidas de que o namorado da adolescente de 15 anos encontrada carbonizada seja o autor do crime. Em entrevista, o delegado afirma que aguarda laudos técnicos para continuar a investigação.

- Pedi a prisão temporária, mas o Judiciário indeferiu. Se ele estivesse preso, eu teria prazos [para concluir a investigação].

Terribili afirma que ainda aguarda a conclusão da perícia e o laudo necroscópico, fundamentais para o prosseguimento da investigação.

- Depois de tudo isso eu tenho que ver se o suspeito teve a ajuda de mais alguma pessoa para cometer o crime.

A menina foi encontrada morta no dia 11, em uma estrada que liga Nazaré Paulista, cidade do interior de São Paulo, a Guarulhos, na altura do bairro Jardim Fortaleza.

O corpo estava queimado dentro de pneus empilhados. O laudo do IML (Instituto Médico Legal), que deve sair em 30 dias, vai mostrar se ela foi morta antes de ser queimada.

Contradição

Na última quinta-feira (17), o delegado disse que o namorado da vítima é o principal suspeito pelo fato de seu discurso ser contraditório com o da família. A jovem teria morrido por causa de um relacionamento ciumento com o suspeito.

- Ele foi a última pessoa a estar com ela na quarta-feira antes de ela ser encontrada morta e disse que a deixou em casa depois disso. Mas, a família disse que ela não voltou para casa.

O depoimento de uma amiga da jovem também indica o namorado como o principal suspeito. Terribilli afirmou que, segundo a amiga, a vítima disse que se algo acontecesse com ela, teria sido namorado.

Fonte: R7, www.r7.com