Adolescente é espancado e estuprado por policiais civis no Acre

Vítima de 17 anos precisou passar por cirurgia

Um adolescente de 17 anos foi estuprado por policiais civis em Rio Branco (AC) com uma barra de ferro. Os agentes ainda são acusados pela família de roubo. De acordo com a mãe da vítima, o garoto sofre perseguição policial porque o pai dele está preso por tráfico de drogas.

A mãe do adolescente disse ter sido acordada de madrugada de segunda-feira (5) pela madrasta do garoto. A mulher dizia que os policiais invadiram a casa e levaram o jovem. A madrasta do garoto contou que os policiais arrombaram a porta do quarto, onde dormia uma criança de sete anos. Eles chegaram a apontar a arma para a criança.

Já na delegacia, o adolescente se negou a fornecer a senha do seu celular. Por conta da negativa da vítima, os policiais teriam começado a sessão de tortura. O adolescente contou ter sido estuprado com uma barra de ferro dentro de uma sala da delegacia. Após o estupro, ele foi abandonado numa estrada na periferia da cidade.

O rapaz foi encontrado muito ferido por moradores que lhe emprestaram um celular para conversar com a família. Em seguida, ele foi encaminhado direito para o hospital. O adolescente passou por cirurgia após a constatação de diversas lesões e hemorragia.

Os familiares da vítima sustentam a tese de que se tratavam de policiais civis. A mãe do adolescente afirma que, por se tratar de um filho de detento por tráfico de drogas, o garoto sofre perseguição. A família registrou denúncia no Ministério Público e um boletim de ocorrência na delegacia. A Corregedoria instaurou procedimento para investigar o caso.


Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7