Adolescente é estuprada e assassinada com requintes de crueldade

Três suspeitos foram presos entre eles dois menores

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul informou, que cinco pessoas sendo ela dois menores estão sendo investigados pela morte de uma adolescente, no município de Alegrete, a cerca de 500km de Porto Alegre.

O corpo da adolescente Cristiane da Silva dos Santos, de 15 anos, foi encontrado perto de um córrego, no bairro Ibirapuitã, na madrugada desta segunda-feira. Segundo exames a vítima foi agredida com uma pedrada na cabeça e logo em seguida recebeu vários golpes de faca e um tiro.

Cristiane da Silva dos Santos (Crédito: reprodução)
Cristiane da Silva dos Santos (Crédito: reprodução)


De acordo com a equipe de investigação o corpo da adolescente, que era órfã e morava com a avó, foi encontrado por um morador da região. No dia seguinte ao crime, uma jovem, identificada como Juliana Carvalho e Silva, de 19 anos, foi presa e outras duas adolescentes, de 14 e 16, foram encaminhadas para a delegacia suspeitas pelo crime.

Em depoimento, Juliana contou que, com ajuda das menores, atraiu Cristiane até o córrego, onde a atacou com uma pedrada na cabeça onde a vítima desmaiou. Outros dois rapaz, que acompanhavam o grupo, abusaram sexualmente de Cristiane. Ainda segundo Juliana, em seguida, uma das menores deu um tiro no abdômen da vítima e a outra a atacou com facadas uma delas no coração. A suspeita disse ainda que o crime foi cometido porque o grupo teria desavenças com Cristiane.

A polícia diz que, em depoimento, as menores negaram participação no crime. Por isso, as investigações do caso continuam com o objetivo de apurar a participação de cada um dos envolvidos no crime. Juliana foi encaminhada para o presídio de Alegrete e as meninas para um casa de detenção em Porto Alegre.

Os rapazes que teriam abusado da adolescente já foram identificados. Um deles já foi ouvido pela polícia, mas negou envolvimento no caso. A polícia já pediu à Justiça a prisão preventiva dele. O outro ainda está sendo procurado.

Fonte: Com informações do Extra