Adolescente esfaqueia a própria mãe e debocha ao saber o número de facadas: "Só nove?"

Adolescente esfaqueia a própria mãe e debocha ao saber o número de facadas: "Só nove?"

A jovem de 18 anos, suspeita de esfaquear a própria mãe em Santos, no litoral de São Paulo, foi detida na tarde deste sábado (13). Ela foi encontrada na casa do pai, no bairro Jardim Santa Maria, e confessou o crime para a Polícia Militar. Na delegacia, a suspeita chegou a debochar quando ficou sabendo o número de golpes que desferiu contra a mãe.

A tentativa de homicídio ocorreu por volta das 4h40, na residência onde moram mãe e filha, no bairro Rádio Clube. A mãe, uma mulher de 39 anos, recebeu atendimento no Pronto Socorro da Zona Noroeste, e no local, contou aos policiais sua versão do crime. Segundo a vítima, a filha começou a dar as facadas quando ela estava dormindo, acertando-a no rosto, no ombro e nas mãos.Por meio de informações de familiares, a suspeita foi encontrada na casa do pai e conduzida até o 3º DP da cidade.

Na delegacia, ela demonstrou frieza em relação às agressões contra a mãe e contou sua versão ao ser interrogada pela delegada Cláudia de Santana Barazal. "Ela fala naturalmente. Disse que chegou de um velório e começou uma discussão com a mãe, que teria arremessado algum objeto contra ela e a filha. Ela revidou, falou que se a mãe 'viesse para cima' ela também iria, e se armou com uma faca. Quando a mãe tentou tirar a faca da mão dela, começaram os golpes", explica a delegada.


A ação foi impedida por vizinhos, que desarmaram a jovem e esconderam a faca. Depois que ela fugiu, um deles trouxe o objeto de volta para a casa, embrulhado em uma sacola. A suspeita tem dois filhos. De acordo com Barazal, em seu depoimento, a jovem acusou a mãe de tê-la obrigado a tirar uma das crianças quando estava grávida. A delegada relata que a presa confessou o crime e debochou ao saber o número exato de golpes. "Ela afirma que deu as facadas na mãe, só não sabia o número. Quando eu perguntei 'E para revidar, você deu nove facadas na sua mãe?', ela respondeu 'Foram nove?' em tom de deboche", relata.

A mãe da agressora ainda não deu o seu depoimento à delegada. Ela foi medicada e liberada, mas está sedada e sente dores. Após a prisão da jovem, Barazal solicitou que a equipe de perícia fosse ao local do crime, onde foi apreendida a faca usada na ação. Para a delegada, a suspeita não aparenta ser usuária de drogas. "Mas, ela não é uma pessoa normal. Eu quero crer que não é", observa a delegada.

Ela afirma que a família pediu a prisão da garota. "Eu conversei com o tio dela por telefone. Ele estava preocupado, e perguntou se ela realmente ia ficar presa", comenta. A suspeita chegou a fazer ameaças a outros familiares. A jovem está presa no 3º Distrito Policial da cidade, mas será transferida para a Cadeia Feminina de São Vicente, pois a de Santos está em reforma. O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: G1