Adolescente morre em rave e tem corpo abandonado em pronto-socorro

Foram coletadas amostras de materiais biológicos.

Image title


A estudante Jordana Branco, 17 anos, passou mal em uma rave e foi levada para o Pronto-Socorro Tito Bianchini já morta.

Seu corpo foi deixado no local e a pessoa que o levou até lá foi embora sem dar informações para os funcionários.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Lages, em Santa Catarina, instaurou um inquérito para investigar a morte da garota ocorrida neste domingo (7).

Segundo informações, ela foi ao festival de música “Entrevero do Moha”, no sábado, e, depois, para a festa rave chamada “Abduzida na Colina” com o namorado e dois amigos.

O corpo da estudante foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) e foram coletadas amostras de materiais biológicos. O objetivo é fazer exames toxicológicos para saber se Jordana ingeriu alguma substância que tenha causado sua morte. O laudo deve sair em 30 dias. A jovem morava em Lages com a mãe e tinha um filho ainda bebê.

A polícia já sabe que Jordana passou todo o sábado fora de casa. Primeiro, foi ao “Entrevero do Moha”. De lá, ela, o namorado e os amigos seguiram para um posto de gasolina, onde compraram água. O grupo, então, seguiu para a “Abduzida na Colina”. A jovem chegou ao Pronto-Socorro Tito Bianchini por volta das 10h de domingo.

Médicos tentaram reanimar a estudante, mas não conseguiram. Até o momento, a causa da morte consta como “indeterminada”.


Image title


Fonte: Com informações: Extra