Acusado de matar garoto por causa de sandália é apreendido

Acusado de matar garoto por causa de sandália é apreendido

Depois de apreendido, ele foi levado para Itabuna, onde ocorreu o crime

O adolescente de 16 anos suspeito de assassinar um garoto de 13 anos por causa de uma sandália foi preso na noite de domingo na cidade de Jussari, a cerca de 500 km de Salvador. A vítima foi morta com um tiro no peito no dia 15 de junho, crime que ocorreu no bairro de Mangabinha, na cidade de Itabuna, região sul da Bahia.

O suspeito foi apresentado na madrugada desta segunda-feira (25) na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI) de Itabuna. De acordo com a delegada Sione Porto, que investiga o caso, o adolescente será ouvido ainda nesta tarde e, em seguida, apresentado ao Ministério Público.

A apreensão do adolescente foi realizada pelo sargento Gildevan de Moura, do 2º Pelotão da Polícia Militar, em Jussari, depois de denúncia anônima. Segundo o sargento, o adolescente estava com um grupo de amigos em um bar, e não possuia documentação no momento da abordagem policial. Ainda segundo a polícia, o adolescente confessou o crime. Disse ainda que estava na cidade de Jussari desde sexta-feira (22) para curtir a noite de São João.

A sandália

"O menino de 15 anos o matou, com um tiro certeiro no peito. Esse crime nos chocou profundamente. Chocou tanto que até a minha agente de polícia chorou quando o viu ao chão, magrinho, uma criança. Ele tinha 13 anos, mas o porte era de 10. Ele tomou a sandália do menino e quando ele foi buscar, por motivo fútil, tirou a vida da criança", relata a delegada Sione Porto, que cuida do caso.

De acordo com o pai da vítima, Valdir Alves, o suspeito pegou "emprestada" a sandália de seu filho, ele foi pedi-la e volta, o que foi negado. "Ele chegou lá, pegou a sandália de meu menino, aí ele pediu a sandália. Eles começaram a discutir e aí o outro [o suspeito] disparou a arma no peito esquerdo. Tentei socorrer na hora, mas ele já estava morto", descreve o pai.

Fonte: G1