Adolescentes de 16 anos são detidos após assassinato de um empresário em Fortaleza

A PM teve de isolar a área para evitar um linchamento dos dois acusados

Dois adolescentes, de 16 anos, foram apreendidos, ontem pela manhã, acusados do assassinato de um comerciante na última quarta-feira (12). No fim da manhã daquele dia, Antônio Ferreira Gomes, 53, dono do ´Mercadinho Santo Antônio´, foi morto durante uma tentativa de assalto contra o seu estabelecimento.

Segundo testemunhas, os dois adolescentes chegaram ao local - na Rua Rio Ventura, Genibaú -, armados, anunciando o roubo. ?Apuramos que eles já foram atirando, não houve qualquer reação por parte da vítima?, contou o soldado da Polícia Militar, F. Silva, da 4ª

Companhia do 6ºBPM (Conjunto Ceará) que participou da captura dos dois jovens. Um dos garotos foi localizado no bairro Bom Jardim e o outro no Autran Nunes.

No momento em que os policiais faziam a apreensão dos adolescentes, os moradores começaram a gritar por ´justiça´ e a PM teve de isolar a área para evitar um linchamento. ?Um menino novo desses mata um cidadão, sem piedade, e depois passa por aqui impunemente, rindo da cara de todo mundo?, desabafou uma moradora.

Durante a operação que resultou na apreensão dos dois adolescentes, a PM acabou prendendo, ainda no Genibaú, um terceiro homem que armado com um revólver de calibre 38. Cláuber Rocha Rodrigues, 26, conhecido como ´Pelado´, foi denunciado por moradores. ?Algumas pessoas da comunidade local nos procuraram dizendo que este homem estava andando armado no bairro. Fizemos a abordagem e encontramos o revólver com ele?, contou o PM Albuquerque.

O assalto seguido de morte contra o comerciante ocorreu por volta das 12h20 de quarta-feira. Os adolescentes acreditavam que havia muito dinheiro ali. Depois que executaram o dono do mercadinho, eles fugiram do local, mas, no dia seguinte, já estavam de volta ao bairro. Os dois foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Na madrugada de ontem, mais um adolescente foi assassinado em Fortaleza. Desta vez, o caso ocorreu na Granja Portugal. Um garoto identificado como Carlos Henrique de Lima Oliveira, 13, foi executado com cinco tiros à queima-roupa.

Testemunhas narraram para os policiais do Ronda do Quarteirão que o crime foi praticado por dois homens que trafegavam em uma motocicleta.

Ao verificar a identificação do adolescente, os PMs descobriram que ele respondia por dois homicídios, assaltos e porte ilegal de arma.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br