Advogado bate em uma árvore de casa, nega bafômetro e vai preso

Advogado bate em uma árvore de casa, nega bafômetro e vai preso

Ele bateu o carro em uma árvore, quase atropelou casal e tentou fugir

O advogado Rogério da Silva, 35 anos, foi preso por dirigir embriagado, no bairro Soteco, em Vila Velha, na Grande Vitória, neste domingo (5). Segundo uma testemunha, ele dirigia em alta velocidade, bateu o carro em um poste, depois em uma árvore e, em seguida, tentou fugir do local. O advogado se negou a fazer o teste do bafômetro. Mesmo assim, ele foi autuado em flagrante pela polícia, porque apresentava sinais de quem ingeriu bebida alcoólica. Ele pagou fiança no valor de R$ 700 e foi liberado.

O advogado afirmou que não estava alcoolizado. "Não fiz teste do bafômetro, não fui levado à perícia, não bebi, bati na porta de casa. Eu não quis fazer o teste porque não sou obrigado, é questão constitucional", afirma Rogério da Silva.

Segundo uma testemunha, o advogado quase atropelou um casal. "Ele veio em alta velocidade, numa rua próxima ele bateu, em seguida subiu, deu cavalo de pau e quase pegou um casal que estava atravessando a rua", conta.

E, segundo a testemunha, não foi a primeira vez. "Toda vez que ele chega na curva, dá cavalo de pau, saca a arma, mas não atira, fica apontando para um e para outro. Ele sempre apronta e fala que não vai dar problema porque ele é advogado, com ele nunca vai acontecer nada", diz.

Segundo a polícia, a carteira de habilitação do advogado estava suspensa desde março. Rogério pagou fiança no valor de R$ 700 e foi liberado.

Fonte: G1