Advogado diz que vai pedir alimentação especial para Bruno

Frederico Franco diz que atleta está acostumado a dieta balanceada

O advogado Frederico Franco, que defende o goleiro Bruno e mais cinco suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio, foi até o Departamento de Investigações (DI), em Belo Horizonte, no fim da manhã desta terça-feira (13), para averiguar a notícia de que um dos seus clientes permaneceu nesta delegacia, em vez de voltar para o Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem (MG).

Na segunda-feira (12), três clientes de Franco estiveram no DI para prestar depoimento. Segundo a Polícia Civil, todos voltaram para a penitenciária depois da conversa com os delegados que participam das investigações. Franco destacou que os presos só podem prestar depoimento acompanhados de advogados. "Ninguém precisa constituir prova contra si. O fato de termos em mãos uma cópia do inquérito não significa que eles irão depor", disse Franco.

Antes de entrar no DI, Franco disse que pretende pedir, na Justiça, uma alimentação especial para o goleiro Bruno de Souza, dentro da penitenciária. Segundo o advogado, Bruno é uma atleta de alto rendimento e está acostumado a uma dieta balanceada. A falta dessa rotina e o confinamento poderiam causar sérios problemas de saúde.

Bruno está preso no Complexo Penitenciário Nelson Hungria desde a semana passada. Na segunda-feira, ele teve um mal-estar, desmaiou e recebeu atendimento médico. De acordo com boletim emitido pela Secretaria de Defesa Social, ele deu início a um tratamento contra gripe.

Fonte: g1, www.g1.com.br