Advogado do goleiro Bruno aparece fumando crack em vídeo

Advogado do goleiro Bruno aparece fumando crack em vídeo

Enquanto tenta resolver seu problema particular, Quaresma segue em frente na defesa do goleiro.

A dependência do crack, revelada pelo advogado Ércio Quaresma em entrevista exclusiva publicada domingo em O DIA, foi explicitada ontem em um vídeo exibido pelo Jornal do SBT. Nele, o defensor do goleiro Bruno aparece numa favela de Belo Horizonte, cercado de viciados, fumando a pedra. Quaresma aparece de paletó, consumindo a droga e dizendo a um suposto traficante que já havia pago R$ 20. ?Me dá uma beiradinha?, pede o advogado.

Ércio Quaresma admitiu ter concedido a entrevista a O DIA justamente por conta do vídeo que vinha sendo oferecido a várias emissoras de televisão. Um dos mais renomados criminalistas de Minas Gerais, o advogado de 46 anos está em tratamento com o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, PhD em dependência química na Inglaterra e um dos maiores especialistas do País. Juntos, os dois estão escrevendo um livro chamado ?Bico na lata?, que vai contar em detalhes como é a luta contra o vício em crack.

Enquanto tenta resolver seu problema particular, Quaresma segue em frente na defesa do goleiro. Hoje, ele e o advogado Cláudio Dalledone estarão em Maceió, Alagoas, para acompanhar o início da última fase de depoimentos no processo sobre o desaparecimento e assassinato da jovem Eliza Samudio, ex-amante do atleta.

Lá, o legista George Sanguinetti, contratado pela defesa dos réus, será ouvido por carta precatória. ?Ele é um dos maiores especialistas do Brasil e vai poder esclarecer tudo sobre a perícia técnica, vestígios e materialidade que envolvem o caso?, explicou Dalledone.

Depoimentos por carta precatória

Pelo menos mais duas pessoas deverão depor por carta precatória. E um dos delegados do caso, Wagner Pinto, só deverá ser ouvido dia 9. Depois disso, Ministério Público e Defesa farão suas alegações finais e, então, a juíza Marixa Rodrigues, do 1º Tribunal de Júri de Contagem, decidirá quais dos nove réus serão julgados.

A tendência é de que, além do goleiro Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e o ex-policial Marcos Aparecidos dos Santos, o Bola, sejam pronunciados. Fernanda Gomes de Freitas e Sérgio Rosa Salles também poderão ir a júri popular.

VEJA O VÍDEO:

Fonte: O Dia Online-RJ