Advogado prevê Bruno na Copa de 2014 e chora

Advogado prevê Bruno na Copa de 2014 e chora

Ele chora ao falar de seu cliente famoso, que no entanto se manteve frio perante as câmeras

O advogado Ércio Quaresma defende um caso em que a grande maioria, principalmente a Polícia, diz que é perdido. Mas o considera fácil. Os policiais dão como certa a morte de Eliza Samudio, no entanto o advogado diz que, para ele, ela está viva. Enquanto várias pessoas vão à porta da delegacia gritar "assassino" para o goleiro Bruno, seu primo Sérgio Rosa Sales, seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão (Macarrão), Sérgio Sales e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos (Bola), além de Dayanne Rodrigues, mulher do jogador, o advogado diz que são todos inocentes. Ele chora ao falar de seu cliente famoso, que no entanto se manteve frio perante as câmeras e até sorriu apesar da situação em que se encontra. E diz com todas as letras que Bruno disputará a Copa do Mundo de 2014, mesmo sendo isso impensável no momento. Ércio Quaresma parece estar na contra-mão da história, mas expôs - em determinado momento às lágrimas - os seus argumentos em entrevista ao SporTV, que foi exibida no início da madrugada desta quinta-feira.

- Eu estou sob uma carga de pressão monstruosa. A história dele é algo que você não tem ideia. De onde ele veio, onde ele chegou e como tentaram destruí-lo de forma infame. O que fizeram com este homem... Por que a Dayanne está na cadeia? Por que os outros três pais de família estão na cadeia? Eu não consigo entender - afirmou, chorando, Ércio Quaresma.

O advogado disse ter certeza absoluta da inocência do goleiro:

- O Bruno vai ser colocado em liberdade. A inocência dele está patenteada no inquérito. Talvez seja, ao longo de efêmeros 20 anos de profissão, o feito mais fácil que o nosso escritório venha trabalhando.

Falta de provas

Ele também ressaltou que a morte de Eliza Samudio ainda não foi provada:

- Eu tenho certeza de que ela não está morta. Enquanto não me provarem que ela está morta, e o ônus da prova incumbe a quem alega - eles estão só se esquecendo disso - para mim ela está viva.

Quaresma acrescentou que, por não haver o corpo de delito, não tem como traçar uma estratégia de defesa, porque ainda não sabe do que seus clientes estão sendo acusados. E criticou duramente, mesmo sem citar seu nome, o delegado Edson Moreira, que conduz o caso:

- Não há corpo de delito. Primeiro, porque não há delito. Não há uma investigação conduzida de forma inteligente, racional. O que nós temos ali é irracionalidade bradada por um cidadão que mais parece um homem de Neanderthal. Não há prova, não há fato a ser provado.

Diante disso, o advogado parece convicto que Bruno voltará a jogar e ganhará a chance de disputar o próximo Mundial de futebol, no Brasil:

- Ele disputa a Copa de 2014. Não sei se pelo Brasil. Já tenho conversas... e eu espero que seja pela seleção canarinho. Mas eu lhe dou certeza, tanto quanto amanhã nós teremos um novo dia, que o Criador vai nos brindar com essa maravilha que é a vida: ele vai disputar a Copa do Mundo.

Ércio Quaresma está no Rio de Janeiro para conversar com o Flamengo sobre o pagamento de salários atrasados ao goleiro. O advogado disse que entrará com pedido de habeas corpus para Bruno na próxima terça-feira, dia 2 de agosto. Segundo ele, a situação financeira do jogador é praticamente dissolvente.

- O salário dele não é desprezível, a mídia já divulgou a questão de valores. Ao longo de cinco anos não seria uma quantia de pequena monta, e ele tem um por cento do valor que deveria ter se tivesse gestão financeira de forma equilibrada e racional. O Flamengo tem todo direito do mundo de rescindir, de suspender o contrato. Agora, ele tem a obrigação em contrapartida de fazer com que o pagamento daquelas verbas, que são alimentares, venham a ser quitadas.

Fonte: g1, www.g1.com.br