Advogado vai a motel com homem, se recusa a pagar conta de R$ 72 e promove quebra-quebra

Advogado vai a motel com homem, se recusa a pagar conta de R$ 72 e promove quebra-quebra

Os dois permaneceram no local por 1 hora e 43 minutos

Um advogado de 32 anos foi detido, na manhã de quarta-feira (15), após se recusar a pagar uma conta de R$ 72 em um motel e tentar sair sem pagar, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo a polícia, ele discutiu com uma das funcionárias por ter achado o valor alto, forçou a saída e acabou danificando o portão do estabelecimento, localizado na BR-060. Câmeras de segurança registraram a fúria do cliente.

De acordo com testemunhas, o advogado entrou no motel acompanhado de um homem. Os dois permaneceram no local por 1 hora e 43 minutos. Segundo uma funcionária, que não quis se identificar, ele estava muito nervoso. "Aí, ele já começou a esmurrar o portão e a moça falou assim: "então, eu vou chamar a polícia". Daí, ele falou assim: "pode chamar" e continou", conta a mulher.

Após prestar esclarecimentos no 6º Distrito Policial de Anápolis, o advogado foi liberado. "Ele danificou dois portões, o de entrada e o de saída. Em razão disso, a Polícia Militar o conduziu até a delegacia. Pela pena do crime, que é de 1 a 6 meses do crime de dano, foi lavrado um Termo Circunstaciado de Ocorrência [TCO] . Ele assinou um termo de compromisso para comparecer ao Poder Judiciário para prestar contas desta conduta. Provavelmente, será aplicada uma pena alternativa", explicou o titular do 6º DP, delegado Manoel Vanderic.

Fonte: G1