Agente penitenciário tem um desmaio ao falar que planejou roubo de armas

De acordo com a Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social), Oliveira atuava na função há 11 anos


Agente desmaia ao confessar que planejou roubo de 45 armas

O agente penitenciário que planejou o roubo de 45 armas da central de escoltas em Ribeirão das Neves, na Grande BH, confessou o crime nesta quarta-feira (23) e desmaiou durante a apresentação à imprensa. Marcos Antônio Rodrigues Oliveira, de 38 anos, planejou o roubo com o irmão e dopou oito agentes de plantão com o remédio Rivotril, colocado na salada de frutas que foi oferecida aos funcionários.

De acordo com a Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social), Oliveira atuava na função há 11 anos. Ele ingressou em 2003 e trabalhou como contratado até 2007, ano em que passou a ser concursado do Estado. No último sábado (20), a polícia conseguiu recuperar 39 das 45 armas roubadas na ação criminosa.

O fato ocorreu na madrugada do dia 24 de março. De acordo com a assessoria da Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social), foram roubadas 39 pistolas de calibre 40 e seis submetralhadoras.

Os plantonistas foram encontrados dormindo ou passando mal por colegas de trabalho. O fato de agentes de outras partes do presídio não terem passado mal com a comida reforça a suspeita de que algum funcionário possa ter adicionado drogas ao lanche destinado aos guardas. Todos os envolvidos foram levados para o IML para a realização de exames para determinar a substância e em qual alimento ela foi misturada.

Duas horas depois do lanche, criminosos invadiram o galpão que concentra o armamento destinado à escolta do sistema prisional de Ribeirão das Neves. O local é repleto de munições e armas de grosso calibre por conta desta integração.

Fonte: r7